2.3.08

...thanks is not enough - 3:10 to Yuma

“A história acompanha um rancheiro modesto e desesperado, Dan Evans (Christian Bale), que aceita a missão de escoltar o temido fora-da-lei Ben Wade (Russel Crowe) a uma cidade vizinha, onde passa o tal trem das 3h10 até Yuma, onde ele será encarcerado. O problema é que todo o bando do criminoso já está atrás de Evans, e uma pequena guerra pode começar.” (Fonte da sinopse: Omelete).

Olha eu aqui falando de um western. Leigo ao extremo no gênero, mas a História me dá noção de ambientação fora-da-lei na época da conquista do Oeste. Um crédito para minha crítica que vem a frente. Os indomáveis é infeliz. Prefiro usar 3:10 to Yuma no meu texto.
Por mais leigo que eu seja, senti na refilmagem do original de 1957 a atmosfera de corpos desprovidos de sentimentalismo fraco sob o sol do Arizona. A ânsia de sobrevivência em uma terra de ninguém. Tempos que a confiança não habitava diálogos e amigos duravam segundos. Alguém se sente familiarizado com o cinema velho oeste? 3:10 to Yuma segue confiante com esta ambientação auxiliado por direção e roteiro que merecem respeito. Afinal qualquer fuga de clichês e expressões padrões do gênero é bem-vinda. Com James Mangold (Johnny e June) na direção somos encaminhados para uma história dinamizada e sem demoras. Seqüências fiéis de tiroteio empoeirado com fundo magnífico de uma estupenda fotografia. Segundo a crítica de Érico Borgo no Omelete os deslizes infelizes da refilmagem está em algumas cenas desnecessárias de ação e medo de aproximação mais intensa entre os antagonistas. A referência está aqui para uma noção de segunda opinião, a de quem assistiu ao original. Como não é o meu caso, não estou apto a criticar se há ou não exagero em ação. Mas a distância íntima entre os antagonistas é realmente arrastada por um longo tempo, com raros momentos de quebra. O quadro muda quando o filme se aproxima do final. Uma história onde todos buscavam sobreviver, honestamente ou desonestamente, acaba se rendendo a uma questão de honra, palavra e heroísmo. Ai sim vemos as relações entre os personagens se confessarem entre si, depois de um processo tenso e imprevisível.
O elenco não deixa de ser um dos principais contribuintes para o filme. Contamos aqui com um Russell Crowe incrivelmente maduro e um Christian Bale sempre expressivo. A surpresa maior é Ben Foster (Anjo de X-Men 3) que de tão inspirado acaba sendo o grande cretino odiado do Oeste.
Não é difícil o entusiasmo surgir após a exibição do filme. Se 3:10 to Yuma é ou não um western de primeira, consegue entreter com um enredo balanceado em técnica, profissionalismo e dinâmica. Recomendo!

11 comentários:

Johnny Strangelove disse...

digo e repito ...
FILME DE MACHO! ...
tenho que rever ... muito bom mesmo ...abraços

Vinícius P. disse...

Também gostei muito desse filme e até acho que foi a melhor tentativa de trazer o western de volta ao cima dentre todos os filmes recentes do gênero. E o Ben Foster está ótimo mesmo, uma grande revelação.

Alexsandro Vasconcelos disse...

Ainda não assisti. O João já me indicou, mas ainda não tive orportunidade de ver. Sou adimirador do Bale e do Crowe, preciso ver logo.

E aí, como foi o lance lá do Futura?! To perguntando agora por que quando você voltou, eu "entrei de férias". ^^

Abraço

Wally disse...

Se eu gostasse mais de faroestes, teria amado. Adorei a energia, a direção, o elenco, um filmão mesmo.

4 estrelas.

Ciao!

Kamila disse...

Ainda não assisti "Os Indomáveis". Sou pouco familiarizada com o universo dos filmes westerns, mas gosto muito dos valores propagados por esse tipo de filme. Com certeza, essa é uma obra que eu deverei assistir.

Ramon Scheidemantel disse...

Gostei do comentário do Johnny; É mesmo um "filme de macho!".
A cena final, em que o Ben atira em todos bandidos, mostrando toda sua agilidade, faz a gente querer uma continuação.

Adorei o filme também! Abraço!

Vulgo Dudu disse...

Há todo um mundo de westerns bacanas a ser descoberto. Até porque é um gênero completamente esquecido pela TV...

Abs!

Marco disse...

Gosto muito do Christian Bale, mas ainda não consegui ver esse filme... Dizem que o Ben Foster está ótimo mesmo!

Romeika disse...

O final de "3:10 to Yuma" foi um dos meus favoritos no ano passado! E concordo com o seu texto, tb gostei bastante desse filme.

Atila Francis disse...

owww, meu fofo Wiliam, blz?
Adorei q vc postou esse filme,
pois adoro os westerns e gostei muito desse. OS INDOMÁVEIS, prá mim, tem um grande trunfo: Christian Bale - esse ator é tudo de bom, talentoso, bonito, expressivo, competente, charmoso, impecável etc. Como sempre seus comentários muito bons e originais
bjussss

Thiago Lucio disse...

Esse filme é muito bom. O duelo desses dois grandes atores é impressionante e o James Mangold soube conduzir a produção muito bem já que o seu histórico de filmes é uma verdadeira montanha russa. Há uma certa derrapada no terceiro ato, mas "Os Indomáveis" certamente é um filme muito bom. Abraço. Thiago.